Câmara Municipal de Vinhedo

Vereador Rodrigo Paixão alerta para a falta de documentação da Santa Casa de Vinhedo

Sem ProSUS, parlamentar afirmou preocupação pelo fim da requisição administrativa

Na segunda-feira, dia 5, durante a 42ª Sessão Ordinária, o vereador Rodrigo Paixão (REDE) afirmou sua preocupação pelo fim da requisição administrativa da Prefeitura na Santa Casa de Vinhedo. Segundo o parlamentar, preocupa a falta de documentação do hospital, incluindo o ProSUS.

A Santa Casa de Vinhedo estava sob intervenção da Prefeitura desde 2014 e, na manhã desta segunda-feira, a requisição administrativa foi encerrada. “É uma página virada na história recente de nossa cidade – uma história que foi escrita e não pode ser rabiscada, distorcida, nem escondida”, ressaltou Rodrigo Paixão.

O vereador explicou um pouco da história recente do hospital, que desde 2013 passou por uma série de eventos que prejudicaram, inclusive, a rede básica de saúde no município. “A cidade gastou mais com urgência e emergência porque as pessoas foram mais à UPA e ao P.A. do que nas Unidades Básicas; nosso complexo hospitalar entrou em parafuso – e isso está nos relatórios da CPI, da qual fui presidente”, afirmou Rodrigo Paixão.

Em seu pronunciamento na tribuna, o parlamentar tratou dois pontos que considera importantes.

Primeiro, explicou que o governo municipal constituiu uma comissão especial para analisar o período de transição e o convênio a ser firmado entre o hospital e a Prefeitura. Segundo Rodrigo Paixão, em 22 de janeiro a própria comissão se reuniu e documentou em ata que a Santa Casa não deveria assumir o convênio enquanto não estivesse apta do ponto de vista documental. “Realmente, o governo não deve manter a intervenção para sempre – mas a Santa Casa precisava estar absolutamente preparada e isso, conforme ata publicada, ainda não ocorreu. Por isso, considero que seria melhor ter pensado com mais paciência”, explicou.

O segundo ponto destacado por pelo vereador é a falta do ProSUS. Rodrigo Paixão explicou que Vinhedo havia protocolado um processo em 2014 e outro em 2016, sendo que em abril de 2016 foram juntados ao processo de 2014 documentos com o então cenário do hospital. “Aparentemente os mesmos argumentos do processo de 2016 foram juntados ao de 2014; se for isso, há uma chance de rejeição”, alerta o vereador. Rodrigo Paixão terminou propondo a busca de soluções melhores para o hospital. “Quero que a Santa Casa funcione, mas é preciso lembrar os fatos”.

 


Fonte: Gabinete do Vereador Rodrigo Paixão (REDE)

Últimas Notícias

Evento de encerramento da Semana do Empreendedorismo conta com presença do presidente da Câmaraleia mais

Proposta apresentada em Vinhedo por Flávia Bitar agora é instituída por Lei Federalleia mais

Vereador Paulinho Palmeira solicita manutenção na praça do Jardim Paineirasleia mais

Ana Genezini entrega Moção de Aplausos ao grupo Tudo é Jazzleia mais

Marcos Ferraz defende manutenção dos condomínios na cidadeleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia