Câmara Municipal de Vinhedo

Vereador Rodrigo Paixão alerta para a falta de documentação da Santa Casa de Vinhedo

Sem ProSUS, parlamentar afirmou preocupação pelo fim da requisição administrativa

Na segunda-feira, dia 5, durante a 42ª Sessão Ordinária, o vereador Rodrigo Paixão (REDE) afirmou sua preocupação pelo fim da requisição administrativa da Prefeitura na Santa Casa de Vinhedo. Segundo o parlamentar, preocupa a falta de documentação do hospital, incluindo o ProSUS.

A Santa Casa de Vinhedo estava sob intervenção da Prefeitura desde 2014 e, na manhã desta segunda-feira, a requisição administrativa foi encerrada. “É uma página virada na história recente de nossa cidade – uma história que foi escrita e não pode ser rabiscada, distorcida, nem escondida”, ressaltou Rodrigo Paixão.

O vereador explicou um pouco da história recente do hospital, que desde 2013 passou por uma série de eventos que prejudicaram, inclusive, a rede básica de saúde no município. “A cidade gastou mais com urgência e emergência porque as pessoas foram mais à UPA e ao P.A. do que nas Unidades Básicas; nosso complexo hospitalar entrou em parafuso – e isso está nos relatórios da CPI, da qual fui presidente”, afirmou Rodrigo Paixão.

Em seu pronunciamento na tribuna, o parlamentar tratou dois pontos que considera importantes.

Primeiro, explicou que o governo municipal constituiu uma comissão especial para analisar o período de transição e o convênio a ser firmado entre o hospital e a Prefeitura. Segundo Rodrigo Paixão, em 22 de janeiro a própria comissão se reuniu e documentou em ata que a Santa Casa não deveria assumir o convênio enquanto não estivesse apta do ponto de vista documental. “Realmente, o governo não deve manter a intervenção para sempre – mas a Santa Casa precisava estar absolutamente preparada e isso, conforme ata publicada, ainda não ocorreu. Por isso, considero que seria melhor ter pensado com mais paciência”, explicou.

O segundo ponto destacado por pelo vereador é a falta do ProSUS. Rodrigo Paixão explicou que Vinhedo havia protocolado um processo em 2014 e outro em 2016, sendo que em abril de 2016 foram juntados ao processo de 2014 documentos com o então cenário do hospital. “Aparentemente os mesmos argumentos do processo de 2016 foram juntados ao de 2014; se for isso, há uma chance de rejeição”, alerta o vereador. Rodrigo Paixão terminou propondo a busca de soluções melhores para o hospital. “Quero que a Santa Casa funcione, mas é preciso lembrar os fatos”.

 


Fonte: Gabinete do Vereador Rodrigo Paixão (REDE)

Últimas Notícias

Alunos do programa Karatê para Todos, Projeto de autoria de Márcio Melle, se classificam para o Campeonato Brasileiroleia mais

Edson PC protocola defesa a pedido de análise de conduta feito pelo CRM/SPleia mais

Sandro Rebecca reforça pedidos de Manifesto dos Comerciantesleia mais

Rodrigo Paixão aponta áreas de risco do município e cobra soluçõesleia mais

Secretário de Educação confirma prorrogação do contrato de professores ao presidente Nil Ramos a Comissão de Educação da Câmaraleia mais

Av. Dois de Abril, 78 - Centro -
Vinhedo/SP - CEP 13280-077


(19) 3826-7700


imprensa@camaravinhedo.sp.gov.br

Input Center Tecnologia